Pesquisa CNI-Ibope: Bolsonaro tem 27%, seguido por Haddad com 21%

Publicado em 26/09/2018 - 15:53 | Por Redação

Ciro é o terceiro com 11%. Instituto ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 22 e 24 de setembro. Levantamento mostra que 28% dos entrevistados avaliam como alta ou muito alta a probabilidade de mudar de voto para evitar a vitória de outro candidato

Um nova pesquisa do Ibope apresenta os cenários do primeiro turno da eleição presidencial. Realizado a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o levantamento aponta que Jair Bolsonaro, do PSL, mantém a ponta, com 27%. Em segundo lugar, aparece o candidato do PT, Fernando Haddad, com 21%. Nos cenários de simulação do segundo turno, Bolsonaro venceria apenas a candidata da Rede, Marina Silva.

O instituto ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 22 e 24 de setembro. O levantamento foi encomendado pela CNI ao custo de R$ 244.440. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o número de registro no Tribunal Superior Eleitoral é BR-04669/2018. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que há 95% de chance de os resultados refletirem o atual momento eleitoral.

Ciro Gomes (PDT) é o terceiro, com 12%. Geraldo Alckmin (PSDB) aparece em quarto com 8%, seguido por Marina Silva (Rede), com 6%. Outros quatro postulantes ao Planalto pontuaram. João Amôedo, do Novo, tem 3%. Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) têm 2%. Já Guilherme Boulos, do PSol, atingiu 1%. Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU), Guilherme Boulos (PSol), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 11%, enquanto 7% não souberam ou não responderam.

Na noite da última segunda-feira (24/9), o Ibope divulgou uma outra pesquisa, realizada entre 22 e 23 de setembro, com 2.506 pessoas de 178 municípios — portanto um campo maior. Naquele levantamento, Bolsonaro aparecia com 28%, seguido por Haddad com 22%. Ciro tinha 11%; Alckmin, 8%; e Marina, 5%. Amôedo (3%), Alvaro Dias (2%), Meirelles (2%) e Boulos (1%) também pontuaram.


Outros dados

O levantamento da CNI/Ibope mediu ainda a rejeição dos candidatos. Bolsonaro lidera:  44% dos eleitores disseram que não votariam nele em hipótese alguma. Haddad e Marina estão empatados em segundo, com 27%, seguidos por Alckmin (19%), Ciro (16%), Meirelles (11%), Daciolo (11%), Eymael (10%), Boulos (9%), Vera  Lúcia (9%),Alvaro Dias (9%),  Amoêdo (8%) e João Goulart Filho (7%). Outros 2% afirmaram que poderiam votar em todos, e 7% informaram não sabe/não respondeu.

A pesquisa mediu ainda a chance de os eleitores mudarem de candidato para evitar que outro concorrente ganhe as eleições. Segundo o levantamento CNI/Ibope, 28% dos entrevistados avaliam como alta ou muito alta a probabilidade de mudar de voto até 7 de outubro para que um dos postulantes não vença a corrida pelo Planalto. Por sua vez, outros  48% dos entrevistados citam como baixas ou muito baixas a possibilidade de mudar de voto.


Segundo turno

A CNI/Ibope ainda testou alguns possíveis cenários de segundo turno:
Haddad (PT) 42% x 38% Bolsonaro (PSL)
Branco/nulo: 16% e Não sabe: 4%
Ciro (PDT) 44% x 35% Bolsonaro (PSL)
Branco/nulo: 17% e Não sabe: 3%
Alckmin (PSDB) 40% x 36% Bolsonaro (PSL)
Branco/nulo: 20% e Não sabe: 3%
Bolsonaro (PSL) 40% x 38% Marina (Rede)
Branco/nulo: 19% e Não sabe: 3%
fonte:CorreioBrasiliense

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.