Ex-presidente do PT é o número 2 na SAI e Edvaldo Magalhães vira assessor especial

Publicado em 16/04/2018 - 09:10 | Por Redação

 
 

O ex-presidente do diretório estadual do PT, Ermício Sena, foi nomeado para assumir o cargo de secretário-adjunto na Secretaria de Articulação Institucional, pasta responsável pelas relações políticas do governo. Até a semana passada ele ocupava o cargo de assessor especial do governador Sebastião Viana.

Para seu lugar na Casa Rosada vai Edvaldo Magalhães (PCdoB), que deixou a presidência do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa). Com a nomeação, Edvaldo Magalhães (PCdoB) assegura salário até o fim de junho, quando terá que sair para disputar as eleições.

O agora assessor especial vai disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, onde já exerceu o cargo de presidente entre 2007 e 2010.

Pela legislação eleitoral, servidores públicos não ordenadores de despesa só devem deixar os cargos a três meses das eleições. Já os titulares de secretarias ou presidentes de autarquias –no caso de Edvaldo Magalhães – precisaram renunciar até o último dia 7 de abril, a seis meses do pleito.

Outros nomes da vasta lista de assessores especiais de Sebastião Viana tendem a ser candidatos, entre eles o também ex-presidente da Assembleia Élson Santiago. Visto como o “paraíso na Terra”, o cargo de assessor especial é almejado pelo privilégio do salário de quase R$ 20 mil e com uma função de pouco esforço.

fonte:ac24horas

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.