Coluna Política Pimenta no Reino 26-06-2018

Publicado em 26/06/2018 - 11:24 | Por Redação

Gladson Cameli solicita reforço em sua segurança pessoal, mas o perigo mora ao lado

Integrantes da coligação capitaneada pelo senador do Progressistas estão às turras em Cruzeiro do Sul e Sena Madureira – por enquanto!

Gabolas

Os companheiros precisam aprender a se gabar menos – sobretudo quando se trata de escancarar os próprios erros. É o caso da OCA, que segundo matéria publicada na segunda-feira (25) neste portal de notícias, terá seu horário de funcionamento ampliado após a desastrosa modificação feita pelo governador Tião Viana.

Piada pronta

E a piada já veio pronta: o senador petista Jorge Viana, em franca campanha à reeleição para o Senado, veio a público, por meio de uma postagem na sua fanpage na rede social Facebook, como o pai da ideia.

Surfista

Para alguém com tantos anos de praia, Jorge tenta surfar na contramão da onda que tende a levar os companheiros a morrerem na areia. E dessa vez, pelo visto, não haverá bote salva-vidas pra todo mundo.

Prestes a quebrar

O senador petista poderia se esquivar de cometer tamanha gafe. Pois diga ele o que quiser, a verdade é que nunca influenciou em nada o governo do irmão Tião Viana – e se agora o faz, é porque sua voz foi precedida por um clamor popular sem precedentes e causador de outras ranhuras na popularidade de um partido prestes a rachar ao meio.

O desespero bate à porta

Soa, portanto, como um grito de desespero o lance publicitário que coloca Jorge Viana como o responsável pela retomada do antigo horário de funcionamento da OCA.

Passe a faixa, governador!

Façamos as contas: Tião, contrafeito, cedeu à exigência dos correligionários – principalmente do senador do partido – para que fosse Marcus Alexandre o pré-candidato à sua sucessão. Agora cede no retorno do antigo horário da OCA? Seria melhor que passasse a faixa ao irmão de uma vez por todas, não é mesmo?

Questão de ordem

Jorge só não consegue resolver o grave problema da segurança pública. Mas também aí já é querer demais, certo? Até porque, segundo os companheiros, a culpa pela violência desenfreada que se instalou no Acre é do presidente Michel Temer…

Alguma dúvida?

A propósito, o caradurismo dessa gente é tamanho que ainda vereamos, durante a campanha deste ano, eles colocarem a culpa da criminalidade galopante sobre os ombros do senador Gladson Cameli. Alguém duvida?

Precaução e caldo de galinha

E por falar em Gladson, ele solicitou o reforço de sua segurança pessoal à Mesa Diretora do Senado depois que seu avião teria sido vandalizado no interior. E como diz o velho ditado: precaução e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Lapso de memória

É claro que o assunto será um prato cheio para a imprensa companheira. E os mesmos escribas que haverão de criticar Gladson vão esquecer os 90 policiais militares que fazem a segurança do governador Tião Viana e seus familiares…

Inimigos íntimos

Ainda sobre Gladson Cameli, a verdade é que ele não deve se proteger apenas dos adversários – mas dos aliados também. Senão, vejamos.

Crônica das discórdias

Em meio ao tiroteio retórico entre o atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Iderlei Cordeiro (Progressistas) e o antecessor dele, Vagner Sales (MDB), o município de Sena Madureira passou a compor a crônica das discórdias diárias entre os aliados do senador. Aos fatos.

Quem não ama quem

O grupo de Toinha Vieira (PSDB), que não ama o grupo de Mazinho Serafim (MDB), que não ama o grupo de Charlene Lima (PTB), que não ama o grupo do Nelson Sales (Progressistas).  A rivalidade e as desavenças entre os grupos da oposição em Sena Madureira poderão fazer com que Gladson venha a ter ao menos três palanques na capital do Iaco.

Toinha e Josandro

Bem avaliada nas pesquisas de opinião pública, a ex-prefeita Toinha Vieira não decidiu ainda se irá disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. O nome que seu grupo apresentou foi o do vereador Josandro Cavalcanti (PSDB), que recentemente teve um “arranca-rabo” com o prefeito Mazinho Serafim. Detalhe: ambos são da oposição e integram a mesma coligação do senador Cameli.

Sem o apoio dele fica ruim

Outra pré-candidata que também aparece bem avaliada para a disputa de vagas para a Aleac é a da primeira-dama do município, Meire Serafim, mas o marido ameaça retirar seu nome do quadro de postulantes do MDB – caso o Progressistas resista em fazer uma aliança com o MDB.

Falando grosso

Serafim ainda vai mais longe: “Se o PP não coligar com o MDB nas chapas de estadual e federal, não irei apoiar ninguém para o governo”.

Quase 90% de aprovação

Mazinho é um dos prefeitos mais bem avaliados do Acre. Em algumas pesquisas ele aparece com uma aprovação de quase 90%. Isso, somado a um forte grupo político que mantém em Sena e em outros municípios do estado, deverá influenciar na eleição da esposa.

Curió de muda

Na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado progressista Ghelen Diniz fala mais do que papagaio. Nos bastidores da política, ele fica mais calado do que curió de muda. “O Ghelen é um homem inteligente, sabe que a língua pode ser a desgraça de qualquer pessoa”, diz um amigo do parlamentar.

De banda

Quem participa das rodadas políticas no Iaco sabe que Diniz não está muito bem com o prefeito Mazinho Serafim, mas continua a se beneficiar dos cargos na atual gestão. Ele sabe que, se espernear, poderá perder o que tem. Ghelen conhece bem o prefeito Mazinho. E a formiga sabe a folha que corta.

Vai ter que rebolar

O deputado Nelson Sales (PP) anunciou que vai disputar uma vaga na Câmara Federal. Seu nome, no entanto, vem sendo atropelado em Sena Madureira, seu principal reduto eleitoral, pela publicitária Charlene Lima (PTB), que aparece bem em todas as pesquisas realizadas até o momento. E também enfrentará dentro de seu próprio partido o cruzeirense Rudilei Estrela, tio do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro.

Só amanhã

Tem mais rebu nesse arco-da-velha. Mas, pela extensão da coluna de hoje, os outros detalhes serão contados na edição de amanhã. Combinado? Então até lá!

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.