Bocalom e Duarte reafirmam compromisso para a construção de ponte interligando Rodrigues Alves

Publicado em 20/08/2014 - 10:56 | Por Redação

Da redação:acriticadoacre.com.br

ponteUm sonho coletivo dos moradores de Rodrigues Alves pode se tornar realidade. Bocalom e Roberto Duarte, candidatos a governador e senador, respectivamente, reafirmaram compromisso de construir uma ponte interligando a cidade aos demais municípios acreanos. Bocolom incluiu a obra no seu Plano de Metas e Duarte destinará os recursos através de emendas no Orçamento de União. O compromisso foi assumido durante a inauguração do comitê da coligação Produzir Para Empregar, na noite de última segunda-feira, naquele município.

A contadora Cleiciane Araújo assim comentou sobre a ausência da ponte: “enquanto o governo tenta enganar a população, gastando dinheiro com obras que não resolvem o problema, engorda ainda mais a conta bancária de um dos maiores empresários de Cruzeiro do Sul com o aluguel de uma balsa, oferecendo um serviço de péssima qualidade e a população sofre debaixo de sol e chuva”, desabafou a moradora, para quem Bocalom e Duarte são “homens de palavra”.

Centenas de pessoas fazem diariamente a travessia do rio Juruá, no município de Rodrigues Alves, e passam por inúmeros constrangimentos, que são ignorados e poderiam ser evitados com uma ponte. “Uma obra que é um sonho coletivo”, declarou o funcionário Antônio Jairo da Costa Araújo. Além da balsa do governo, cerca de dez catraieiros usam embarcações de frete. Eles fazem a travessia dos motoristas mais apressados e cobram R$ 5 por veículos.

Cerca de 20 jovens também estiveram presentes no lançamento do Comitê Jovem 25 e 333. “É muito difícil a vida da juventude nesta região sem oportunidades. Com essa mensagem convincente e inovadora, vocês têm o apoio nosso, mesmo porque estamos revoltados com o atual governo”, declarou a estudante universitária Maria da Glória Batista. Bocalom novamente expôs seu Plano de Governo, destacando a criação da Universidade Estadual e a Poupança Jovem.

Abordado por profissionais em educação, Bocalom, que é professor, disse que a área será prioridade em seu futuro governo. “Nenhum país atingiu etapas de desenvolvimento sem investir maciçamente em educação. Não se pode pensar educação se não tivermos um projeto de Nação ou de Estado. Investimentos não são apenas prédios e 10% do PIB destinador para o setor. “É preciso investir do ensino fundamental até a universidade. No nosso governo, os professores serão valorizados,” assegurou o candidato.

Assessoria

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.